A brisa <3

Estabeleça relações e vínculos afetivos entre você e o bebê

Após sair de uma reunião, me deparo com uma feira do livro num momento perfeito! Que sonho!  Crianças brincando e gritando de alegria! Acho que me senti assim, acredito que também tive intenção de me exaltar com a quantidade de livros educativos, joguinhos e fofurices…

Aproveito o meu café é uma pausa para o Blog! Afinal, esse post merece mais que uma brisa deliciosa e fresca de verão! Merece mesmo, dividi-lo com você… Com linguagem fácil e divertida. Aquele livro de cabeceira da mamãe!

Podemos aproveitar o momento da troca de fraldas do nosso bebê para realizar esta brincadeira de estimulação.

– Primeiro, pegamos uma de suas mãos e colocamos entre os nossos dedos e, depois, com muita delicadeza, sopramos a sua palma; em seguida, fazemos o mesmo com a outra mão e dizemos com ternura: “Estas são as suas mãozinhas!”, e acariciamos suas mãos.

– Depois pegamos seus pés com nossas mãos e, soprando-os suavemente, dizemos, olhando para o bebê: “Estes são os pés do meu bebê!”, e também acariciamos seus pés.

– Podemos prosseguir desta maneira, repetindo a mesma ação de soprar nas outras partes do corpo do bebê (as bochechas, os cotovelos, o pescoço, a barriga, etc), sempre falando seus nomes e fazendo carícias no pequenino…

– Para finalizar, aproximamos nosso rosto ao do bebê e pronunciamos com suavidade e alegria seu nome: “Ai, que bonito é o corpinho do meu Vítor Hugo!”, e lhe damos um beijo! <3

– Quando sentimos que o bebê está cansado, devemos mudar de atividade. A criança tem de desejar a repetição da brincadeira e ela nos demonstra isso com gestos de alegria.

Variações

É preferível que esta atividade seja realizada somente pelo pai ou pela mãe, um de cada vez. Todas as frases que dedicarmos ao bebê podem incluir seu nome. Podemos até nomear as partes do corpo fazendo rimas ou musiquinhas.

(Fonte: 150 JOGOS PARA A ESTIMULAÇÃO INFANTIL; 2003 Parramón Ediciones, S.A.)

Compartilhar com:

PinterestLinkedInFacebookTwitterEmailPrint