A visão do bebê

O que você deve observar nos primeiros meses de vida do bebê

Não é necessária a avaliação imediata, de pequenas hemorragias conjuntivais ou mesmo o discreto estrabismo. Mas é importante comunicar essas alterações ao pediatra o quanto antes, assim, ele realizará um acompanhamento.

Na consulta:

  • pálpebras caídas (blefaroptose) ou permanentemente fechadas (blefarofimose);
  • secreção purulenta (conjuntivite);
  • olhos muito pequenos (microftalmia) ou muito grandes (macroftalmia);
  • alterações na córnea (macrocórneas);
  • fenda na íris – parte colorida do olho – (coloboma);
  • diferença de tamanho das pupilas – orifício no centro da íris – (anisocória);
  • cristalino opaco que é visto no centro da íris (catarata).

Curiosidade

O recém-nascido só enxerga o que se encontra a uma distância de 20 a 30 centímetros de seus olhos. É curioso, mas essa é a distância entre o seio e o rosto materno. Já nasce com essa preferência por fixar o seu olhar para a face humana, sendo assim, suga o peito trocando olhares com sua mãe… <3

Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria

Foto de Capa <a href=”https://br.freepik.com/fotos-vetores-gratis/fundo”>Fundo foto criado por freepic.diller – br.freepik.com</a>

Compartilhar com:

PinterestLinkedInFacebookTwitterEmailPrint